Atendimento em Fonoaudiologia para crianças e bebês em Anápolis é na Clínica Popular Mais Saúde


Você tem acompanhado o desenvolvimento da fala do seu filho? Tem prestado atenção na forma como ele vem se comunicando com você e com as outras pessoas? Independente da resposta, é importante ficar atento (a), existem estágios definidos de acordo com a faixa-etária da criança, onde a fala da criança deve se encaixar.

Do primeiro ao terceiro mês de vida é comum que o bebê fique atento aos sons que a cercam, se acalme ao escutar a voz da mãe, emita alguns sons, sorria quando alguém fale com ele e, o choro também, é bastante recorrente nessa fase.

Do quarto ao sexto mês a fase da curiosidade começa, a criança procura saber de ondem vem o barulho que ela está escutando, grita e emite alguns sons, geralmente ela irá imitar a voz e a entonação da pessoa que estiver com ela.

Dos 7 aos 11 meses o bebê já é capaz de repetir algumas palavras, é nessa fase que começam os clássicos “papá” e “mamá”. A criança também já descobriu o poder de som das palmas das mãos e não tem medo de usá-las. Nessa fase também que ela aprende a usar as mãos para dar tchauzinho e mandar beijo.

Com um aninho a criança já consegue evoluir de “mamá” e “papá” para “mamãe” e “papai” e começará a imitar os trejeitos e as ações dos pais.

Na fase dos 18 meses (um ano e meio), ela sabe como pedir por algo ou alguém, já consegue pedir por água, brinquedos, comida, colo, mamãe, papai, etc. Nesse período, a criança já aprendeu cerca de 20 palavras.

Aos 2 anos de idade, ela já é capaz de formar pequenas frases, geralmente com duas ou três palavras. Seu vocabulário já conta com, aproximadamente, 200 palavras.

Já é possível entender tudo o que a criança diz, quando ela tem, por volta de 3 anos de idade. É nessa fase que ela consegue diferenciar e nomear as cores, nessa fase é normal que ela conjugue as palavras de forma errada, não se preocupe.

Com 4 anos ela já consegue contar suas próprias historinhas e é capaz de compreender jogos e brincadeiras simples.

Aos 5 anos a criança já fala corretamente e está apta a formar frases completas.

Por fim, aos 6 anos de idade ela irá aprender o alfabeto e, consequentemente, irá aprender a ler e a escrever.

Caso seu filho não consiga se comunicar de acordo com o estabelecido para cada faixa etária procure um fonoaudiólogo. Por vezes, as pessoas cometem o erro de pensar que o fonoaudiólogo é o “medico da fala”, entretanto, ele trabalhará outros aspectos, é o profissional responsável por trabalhar os aspectos da comunicação humana, além da fala propriamente dita, ele também trabalhará a respiração, a audição, a mastigação, a voz, a linguagem oral e a escrita.

A Clínica Popular Mais Saúde oferece atendimento humanizado e preços acessíveis. O Centro Médico conta duas unidades em Anápolis. Para agendamento ou dúvidas sobre consultas e exames ou mais informações, entre em contato pelos números de telefone (62) 3098-4645 ou 99111-5662.

 

Consulta Oftalmologia Clínica Popular


De acordo com o censo de 2010 do IBGE, cerca de 35 milhões de brasileiros possuem algum tipo de problema de visão. A oftalmologia é a especialidade médica que estuda e cuida da saúde dos olhos.

Para aqueles que, assim como os outros 35 milhões de brasileiros, têm problemas de visão como astigmatismo, miopia ou hipermetropia tendem a visitar o médico oftalmologista, todos os anos, para que seja feito o acompanhamento.

Nele, o médico examinará os olhos do paciente e fará perguntas sobre quaisquer incômodos que o paciente sentiu nos olhos desde a última consulta. Abaixo você encontrará algumas informações sobre os problemas de visão e a área da oftalmologia em si.

Quando pessoas sem problemas de visão deverão fazer a consulta?

O oftalmologista deverá ser procurado em caso de alteração na capacidade visual ou sintomas nos olhos, entretanto, a ausência de problemas de visão não é passe livre para deixar de consultar o médico oftalmologista.

Crianças também têm problemas de visão? Eles podem ser hereditários?

Assim como determinados tipos de câncer, alguns problemas de visão também poderão ser passados de geração para geração.  Caso um dos pais tenha alguma dessas doenças, a recomendação é que seja feito o acompanhamento oftalmológico, começando com o teste do olhinho. Logo após o nascimento, o teste do olhinho é feito no bebê, onde doenças como catarata congênita, tumor, glaucoma ou estrabismo deverão ser diagnosticadas.

Caso sejam detectadas alterações, será necessário dar início ao acompanhamento oftalmológico. Se nenhuma alteração for identificada, a primeira visita da criança ao oftalmologista deverá ocorrer entre os três ou quatro anos. Mesmo sem alterações, as consultas deverão ocorrer em intervalo de 1 a 2 anos para que o desenvolvimento da visão da criança possa ser acompanhado.

O grau de miopia pode diminuir com o tempo?

Exceto por leves variações que podem ocorrer no grau, assim como em qualquer pessoa, o grau da Miopia tende a se estabilizar a partir dos 21 anos de idade e costuma permanecer estável até o fim da vida adulta. Em alguns casos, o grau pode acabar diminuindo naturalmente, isso claro, se os óculos (ou lentes de contato) forem usados constantemente. Outra forma de diminuí-lo é optando pela cirurgia de redução de grau.

Como surge o glaucoma?

O Glaucoma é uma doença que surge devido ao aumento da pressão intraocular nos olhos. Os principais sintomas de alteração da pressão são: Redução da visão periférica (no canto dos olhos), dor de cabeça, dor intensa nos olhos, vermelhidão nos olhos, dificuldades para enxergar, náuseas ou vômitos, pupilas dilatadas, visão turva ou embaçada, podendo ocasionar a perda da visão.

O glaucoma ocular é uma doença, habitualmente, assintomática em suas fases iniciais, o que significa que nem sempre os sintomas irão aparecer. O problema pode, também, provocar cegueira, ou perda de visão severa, se não for diagnosticada e tratada de forma rápida e adequada. Por isso reforçamos a importância de consultar o médico oftalmologista regularmente, principalmente se houver casos de glaucoma, ou quaisquer outros problemas de visão na família.

A Clínica Popular Mais Saúde oferece atendimento humanizado e preços acessíveis. O Centro Médico conta duas unidades em Anápolis. Para agendamento ou dúvidas sobre consultas e exames ou mais informações, entre em contato pelos números de telefone (62) 3098-4645 ou 99111-5662.

Teste Covid 19 Anápolis

TESTE DE COVID – PCR, RÁPIDO, ANTÍGENO E SOROLOGIA


Desde o início da pandemia, uma infinidade de teste de COVID surgiu no mercado.

Os testes de laboratório remotos (TLRs) são conhecidos pela flexibilidade e confiabilidade de seus resultados.

Mas você já sabe a diferença entre antígeno e teste sorológico, que são os tipos mais importantes de TLR hoje em dia?

Vamos explicar para você neste artigo!

 

 

Qual o objetivo do teste de COVID?


O teste de COVID em grande escala é uma estratégia importante para prevenir a disseminação do SARS-CoV-2 (o vírus que causa o COVID-19).

Para ajudar no diagnóstico médico, o mercado laboratorial oferece vários tipos de testes COVID-19: testes laboratoriais remotos (também conhecidos como TLRs), testes rápidos e testes baseados em biologia molecular.

Os testes laboratoriais remotos, que podem fornecer resultados em poucos minutos, são divididos entre testes para detectar anticorpos produzidos contra a infecção (sorologia, testes de IgM e IgG) e testes para detectar o antígeno SARS-CoV-2.

Por outro lado, os testes de biologia molecular como o teste RT-PCR e o teste RT-LAMP são testes para detectar a presença de alguma composição genética do vírus.

Os testes sorológicos podem detectar as imunoglobulinas M (IgM) e G (IgG), que são para detectar a presença de anticorpos que o corpo produz para combater a infecção.

O teste de antígeno determina quando o vírus está presente no trato respiratório.

Esses dois testes podem ser feitos por pessoas com suspeita de COVID-19, mas o tempo necessário para os testes é diferente.

Em comparação com os testes de biologia molecular, tanto o RT-PCR quanto o RT-LAMP podem detectar a composição genética do vírus.

A principal diferença é que o teste LAMP pode fornecer aos pacientes resultados mais rápidos em comparação com o RT-PCR, o que é fundamental neste momento de pandemia que estamos vivendo.

 

 

Quais os períodos de realização de cada teste de COVID?


 

 

Exame de antígeno


Os antígenos aparecerão sempre quando ocorrer uma infecção. Geralmente, 5 dias após a exposição ao vírus ou quando os sintomas começarem a aparecer.

Fora deste período, a titulação de antígenos pode ser muito baixa para ser detectado pelo teste de COVID.

Uma vez que a detecção de antígenos detecta proteínas virais e está altamente correlacionada com o período de transmissão da doença, é relevante para fins de isolamento e estudos de contato.

O teste de COVID de antígeno está altamente correlacionado com o tempo de disseminação da doença infecciosa.

 

 

Exame de sorologia (IgM e IgG)


Este teste de COVID detecta imunoglobulina M (IgM) e G (IgG). Ou seja, a presença de anticorpos produzidos pelo organismo para combater a infecção.

Deve ser realizado a partir do sétimo dia de aparecimento dos sintomas.

Os anticorpos IgM indicam os estágios iniciais da infecção, porque são os primeiros anticorpos que aparecem quando vírus ou bactérias prejudiciais atacam nosso corpo.

Por outro lado, os anticorpos IgG também são uma resposta a vírus e bactérias, mas só aparecem nas fases posteriores da infecção.

 

 

Exame RT-PCR


RT-PCR refere-se à reação em cadeia da polimerase após a transcrição reversa. Este teste de COVID detecta SARR-CoV-2-RNA.

A tecnologia é altamente específica e sensível, raramente fornece resultados falsos negativos e é capaz de detectar o vírus antes mesmo que ele comece a se multiplicar.

Recomenda-se que o teste seja realizado entre o 3º e 7º dia após o início dos sintomas, preferencialmente. Isso porque nesse período de tempo a carga viral estará elevada.

 

 

Exame RT-LAMP


LAMP significa “Loop-Mediated Isothermal Amplification”, um processo que usa DNA polimerase com atividade de separação e grampos que formam parênteses na fita de DNA (loop) para armazenar material genético a uma determinada temperatura.

Esse método é amplamente utilizado para o diagnóstico de doenças infecciosas e é semelhante ao RT-PCR, teste de COVID utilizado nos estágios iniciais da infecção.

É recomendável fazer isso de 1 a 5 dias após o aparecimento dos sintomas.

 

 

Como é realizada a coleta?


O teste de COVID do antígeno, assim como os testes RT-PCR e RT-LAMP, é realizado por meio da coleta das secreções nasais com um cotonete.

Porém, diferentemente do teste de COVID de RT-PCR, que detecta o RNA viral, o teste de antígeno detecta as proteínas do SARS-CoV-2.

Os testes sorológicos para IgM e IgG são realizados através de um pequeno orifício no dedo para coleta de amostras de sangue.

 

 

Resultados dos testes


 

 

Coronavírus IgG e IgM


 

 

IgG não reagente e IgM não reagente


Indica que pode não haver infecção. Os pacientes devem seguir todas as recomendações do Ministério da Saúde para evitar qualquer tipo de contágio.

Também podem ocorrer resultados falsos-negativos, o que pode acontecer se o paciente não esperar o momento apropriado para o teste.

Portanto, se a suspeita clínica persistir, o exame deve ser repetido.

Por exemplo, o teste de COVID sorológico deve ser realizado no sétimo dia após o início dos sintomas, e os pacientes devem consultar um médico para avaliar o procedimento diagnóstico.

 

 

IgM reagente e IgG não reagente


Supondo a presença de anticorpos IgM na amostra analisada, o paciente deve consultar um médico para avaliação do método diagnóstico.

 

 

IgM reagente e IgG reagente


Os resultados de IgM reativos significam que o paciente pode ter COVID-19. O fato de o IgG ser reativo indica que o corpo está produzindo anticorpos nos estágios finais da doença.

Os pacientes devem entrar em contato com seu médico para avaliar o método de diagnóstico.

 

 

IgM não reagente e IgG reagente


Este resultado indica que pôde haver infecções no passado, mas você também deve prestar atenção à higiene física e familiar após a recuperação.

Lembre-se de que a infecção por SARS-CoV-2 pode ocorrer mais de uma vez.

 

 

Coronavírus Ag (antígeno)


 

 

Não reagente


Os resultados mostraram que nenhum antígeno (proteína) do vírus SARS-CoV-2 foi detectado nas amostras de secreção nasofaríngea analisadas.

Ressalta-se que esse resultado parte do pressuposto de que não existe antígeno e não exclui a possibilidade de infecção ou exposição ao vírus.

 

 

Reagente


Os resultados indicaram a presença do antígeno SARS-CoV-2 nas amostras de secreção nasofaríngea analisadas.

 

 

RT-PCR


 

 

Detectável


Os resultados mostram que o material genético do vírus foi encontrado nas amostras analisadas.

De acordo com o Ministério da Saúde, os casos com resultados positivos de RT-PCR não requerem exames complementares de diagnóstico. Esses casos são considerados casos confirmados de COVID-19.

Portanto, é importante seguir todas as recomendações do Ministério da Saúde para prevenir a disseminação do novo coronavírus entre as pessoas.

Você e sua família devem ficar isolados por pelo menos 14 dias após o aparecimento dos sintomas.

 

 

Não detectável


Não há possibilidade de infecção. No entanto, resultados falsos-negativos são possíveis, especialmente se a amostra for coletada nos estágios iniciais ou finais da infecção.

Como vimos, a taxa positiva de RT-PCR diminuirá com o tempo, por isso é recomendável coletar e analisar entre o 3º e o 7º dias após o início dos sintomas.

Se o resultado do teste de COVID for negativo, mas clinicamente suspeito, o teste sorológico é recomendado.

 

 

RT-LAMP


 

 

Não detectável


Não há possibilidade de infecção. No entanto, resultados falsos-negativos são possíveis, especialmente se a amostra foi coletada nos estágios iniciais ou finais da infecção.

O paciente deve entrar em contato com o médico para avaliar o método de diagnóstico.

 

 

Detectável


Os resultados mostram que o material genético do vírus foi encontrado nas amostras analisadas.

O paciente deve entrar em contato com o médico para avaliar o método de diagnóstico.

 

 

Conclusão


A Clínica Popular Mais Saúde oferece serviços de teste de COVID em Anápolis, além de atendimentos médicos acessíveis e de qualidade para as mamães.

Além disso, aqui é possível realizar consultas médicas e outros diversos exames nas mais diversas áreas de atendimento.

Gostou? Ligue para nós e marque um horário para sua consulta. Será um prazer atender você.
exame toxilogico anapolis

O QUE É O EXAME TOXICOLÓGICO PARA MOTORISTAS?


Para motoristas nas categorias C, D e E da CNH, o exame toxicológico é obrigatório.

Preparamos o artigo de hoje para que você saiba tudo sobre o exame toxicológico. Então, continue a leitura conosco.

O que é o exame toxicológico?


Todo motorista que deseja obter uma CNH nas categorias C, D ou E deve se submeter a um teste de drogas.

O exame toxicológico foi idealizado após o lançamento da Lei Federal 13.103/2015, mais conhecida como Lei do Caminhoneiro ou Lei do Motorista.

Sendo assim, os motoristas deverão se submeter ao teste nas seguintes situações:

  • Quando for obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH);

  • Quando for alterar a categoria de sua CNH;

  • Quando for renovar sua CNH;

  • E a cada 2 anos e meio, de acordo com a Lei Federal 14.071/2020, que institui o Exame Toxicológico periódico.


A Lei nº 13.103/2015 (Lei do Caminhoneiro) está em vigor em todas as partes do Brasil desde março de 2016. Logo em seguida, em 2017, ficou decidido que os motoristas profissionais contratados e demitidos no sistema CLT também serão obrigados a fazer o exame toxicológico.

Na verdade, exame toxicológico necessário para a emissão do CNH detectará o uso de qualquer tipo de drogas entre o período de 90 a 180 dias antes da coleta. Portanto, esse teste também é chamado de teste de drogas com uma ampla janela de detecção.

De acordo com a Lei nº 13.103/2015, apenas o exame toxicológico de janela ampla pode atender aos requisitos para obtenção e renovação da carteira de habilitação.

O que é o exame toxicológico periódico?


Os motoristas com menos de 70 anos de idade que possuem uma carteira de motorista CNH C, D ou E são submetidos a exames toxicológicos repetidos obrigatoriamente a cada 2 anos e 6 meses (30 meses).

Essa recorrência foi implementada por meio da Lei Federal 14.071/2020, que atualizou diversos pontos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), inclusive os trechos que falam sobre a investigação toxicológica.

Ressalta-se que a nova norma do Exame Toxicológico periódico (teste de 30 meses) entrou em vigor em 12 de abril de 2021 e foi regulamentada pela Resolução do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) nº 843/2021.

Como o exame toxicológico é realizado?


Em primeiro lugar, saiba que os exames toxicológicos só podem ser realizados em laboratórios oficialmente credenciados pelo Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN).

Em suma, colhe-se uma pequena quantidade de cabelo ou pêlos com o auxílio de uma tesoura.

Para fazer isso, corte uma mecha fina de cabelo perto da raiz ou corte os pêlos de uma determinada parte do corpo (tórax, pernas, braços, axilas).

Por ser um procedimento sem agulha, o exame toxicológico é indolor e não invasivo, portanto, é impossível dizer se a pessoa realizou ou não o exame.

Como se preparar para realizar o exame toxicológico?


O exame toxicológico não requer nenhum preparo, portanto, nem mesmo há necessidade de agendar a coleta, que é a primeira das duas seguintes etapas:

  • A primeira etapa é a coleta de uma amostra de cabelos e/ou pêlos;

  • A segunda é a análise toxicológica do material coletado.


Coleta


A fase de coleta é muito simples e totalmente indolor. No entanto, a fase de coleta não requer nenhum trabalho de preparação.

O uso de produtos como géis, xampus, condicionadores ou tintas não afetará o resultado do teste. O cabelo pode ser:

  • Alisado;

  • Tingido;

  • Com gel;

  • Com permanente.


Portanto, para garantir o sucesso da coleta, é necessário ter mais atenção aos cabelos que não estão nem úmidos e nem molhados e é necessário que eles estejam com, pelo menos, 3cm de comprimento.

Além disso, é importante ressaltar que o cabelo do próprio doador é que deve ser analisado, não podendo ser aplique, seja ele sintético ou natural.

O uso de desodorantes corporais ou cremes também não afetará o resultado do exame toxicológico.

Outra dica muito útil é usar roupas confortáveis. Portanto, se não houver como coletar mechas de cabelo, é mais fácil coletarem os pêlos das pernas, braços, tórax ou axilas. Verifique as áreas onde o cabelo está mais concentrado.

Análise


A segunda etapa do exame é a análise. Sim, isso requer a tecnologia mais moderna.

Basicamente, a análise é baseada na queratina, que entra no cabelo através do sangue.

Como os metabólitos formados pelo consumo de substâncias psicoativas são armazenados na queratina, a análise é realmente segura e 100% confiável, sem “alarmes falsos”.

Quais substâncias podem ser detectadas no exame toxicológico?


O exame toxicológico é capaz de identificar as seguintes substâncias psicoativas:

Substâncias ilícitas (drogas recreacionais)



  • Maconha;

  • Anfetaminas;

  • Crack;


Inibidores de apetite



  • Mazindol;

  • Anfepramona;


Analgésicos à base de opiáceos



  • Morfina;

  • Codeína;

  • Heroína, etc.


 

E se eu fizer uso de algum medicamento prescrito, posso ser reprovado?


Nem todas as substâncias encontradas em um exame toxicológico são ilegais. Certas substâncias podem ser prescritas por um médico para tratamentos específicos.

Mas como os motoristas que usam drogas analíticas podem realizar o exame toxicológico?

Para isso, é importante mostrar a prescrição médica no ato da coleta.

Além disso, a Lei 13.103 (Lei do Motorista) exige que os motoristas apresentem a receita do medicamento no momento do exame oftalmológico para justificar o uso da substância.

Portanto, ficará comprovado o resultado dos exames justificado pela ingestão de medicamentos para tratamento médico.

Quanto tempo após o consumo a droga é detectada no exame toxicológico?


A substância ingerida é completamente absorvida pela queratina nos folículos capilares, o que leva de 6 a 7 dias em média, portanto, a droga não pode ser reconhecida imediatamente após o uso.

No entanto, deve-se esperar que a substância seja metabolizada no sangue e depositada na queratina.

Porém, o uso de drogas é extremamente prejudicial à saúde do usuário e à segurança de todos ao seu redor, por isso o uso dessas substâncias não é recomendado em hipótese alguma.

Conclusão


A Clínica Popular Mais Saúde oferece serviços de exames toxicológicos em Anápolis, além de atendimentos médicos acessíveis e de qualidade para as mamães.

Além disso, aqui é possível realizar consultas médicas e outros diversos exames nas mais diversas áreas de atendimento.

Gostou? Ligue para nós e marque um horário para sua consulta. Será um prazer atender você.

EXAME DE DNA – TESTES DE PATERNIDADE


O maior objetivo do exame de DNA é analisar o material genético de uma pessoa, detectar possíveis alterações no DNA e verificar a possibilidade de certas doenças.

Além disso, o exame de DNA utilizado nos testes de paternidade pode ser realizado a partir de qualquer material biológico, como saliva ou cabelos.

O preço do teste depende do laboratório, da finalidade do teste e do marcador genético que está sendo avaliado. Se você quiser examinar todo o genoma humano, pode ter os resultados em mãos em até 24 horas ou dentro de algumas semanas.

Este é um tipo de teste que serve para avaliar os graus de parentesco.

Quer saber mais sobre esse assunto? Continue a leitura conosco.

 

 

Para quê serve o exame de DNA?


O exame de DNA permite identificar possíveis alterações no DNA de uma pessoa, que podem indicar a possibilidade de doenças e a possibilidade de transmissão para as gerações futuras, e também é útil para quem deseja conhecer seus ancestrais.

Portanto, algumas doenças que podem ser detectadas por exames de DNA são:

  • Câncer;

  • Alzheimer;

  • Doenças cardíacas;

  • Diabetes tipos 1 e 2;

  • Mal de Parkinson;

  • Síndrome das pernas inquietas;

  • Lúpus;

  • Intolerância à lactose.


 

Além da pesquisa de doenças, o exame de DNA também pode ser usado para aconselhamento genético, um procedimento desenvolvido para determinar as mudanças no DNA que podem ser transmitidas aos descendentes e a probabilidade de que essas mudanças causem doenças.

Exame de DNA utilizado nos testes de paternidade


O exame de DNA também pode ser realizado para verificar o grau de parentesco entre pais e filhos.

Para a realização desse exame, amostras biológicas devem ser coletadas da mãe, do filho e do pai pretendido e, em seguida, enviadas ao laboratório para análise.

Como tudo é feito?


Como dito anteriormente, amostras biológicas (sangue, saliva ou fios de cabelo) são coletadas.

O exame de DNA feito a partir do sangue exige a coleta em um laboratório confiável e, em seguida, a amostra deve ser enviada para análise.

No entanto, os kits de coleta domiciliar podem ser adquiridos online ou em determinados laboratórios.

Nesse caso, a pessoa deve limpar o interior da bochecha com o cotonete do kit ou cuspir em um recipiente adequado e, em seguida, enviar a amostra para o laboratório.

A análise molecular é realizada em um laboratório para avaliar toda a estrutura do DNA de uma pessoa para verificar possíveis alterações ou compatibilidade entre as amostras, como no caso de relações pais-filhos.

Os exames podem apresentar um resultado falso-positivo ou falso-negativo?


Um teste de paternidade pode dar resultados positivos e negativos. Resultados falsos-negativos podem ser causados ​​por negligência na análise de amostras e levar a interpretações problemáticas.

Outra razão para resultados falsos-negativos pode ser o aparecimento de mutações genéticas, mas este é um fato muito raro, segundo especialistas experientes que usam mais marcadores genéticos.

Resultados falsos-positivos são menos comuns, mas podem ocorrer devido a mal-entendidos de especialistas, técnicas incorretas usadas ou poucos marcadores genéticos usados. Um bom laboratório genético usa mais de 15 marcadores para garantir um nível de confiança de 99,999%.

Existem fatores que podem alterar os resultados dos exames?


Como o DNA humano é único, ele não pode ser alterado por drogas, álcool, drogas, alimentos, idade, estilo de vida ou mesmo cirurgia.

Porém, se o paciente já recebeu uma transfusão de sangue, o laboratório deve ser notificado, pois podem haver alterações.

Perguntas mais frequentes sobre o exame de DNA


Em qual médico eu devo ir para solicitar um exame de DNA?


Nenhum conselho médico é necessário para um exame de DNA. Encontrar um laboratório confiável e providenciar um exame é suficiente.

É possível realizar o exame de DNA durante a gravidez? Como?


Sim, um teste de paternidade pode ser realizado antes do nascimento do bebê. O teste pode ser realizado de duas formas: invasiva e não invasiva.

Em um teste invasivo, o ginecologista coleta líquido amniótico ou vilosidades coriônicas e analisa esses materiais em laboratório.

Em um teste não invasivo, o sangue da mãe é coletado como uma coleta de sangue normal. Nesse caso, serão analisados ​​pequenos fragmentos do DNA do bebê que circulam no sangue da mãe.

É muito caro fazer um exame de DNA?


O custo do exame de DNA costuma ficar entre R$ 400 e R$ 1.000. Essa diferença pode estar relacionada à localização do laboratório, ao número de marcadores genéticos analisados ​​ou à duração do estudo.

Dá pra fazer a análise somente por fios de cabelo?


Sim, alguns laboratórios podem estabelecer conexões biológicas entre pessoas analisando cabelos e unhas.

Como o DNA em todas as células do nosso corpo é quase o mesmo, a verificação dos folículos capilares e do sangue dará os mesmos resultados.

Preciso ter ordem judicial ou médica para fazer um exame de DNA?


Ao contrário dos exames para avaliar problemas de saúde, você não precisa de um médico ou ordem judicial para realizar o exame de DNA em um laboratório privado.

Você só precisa providenciá-lo em um laboratório confiável. No entanto, os exames patrocinados pelo governo geralmente exigem uma ordem judicial.

Qual a documentação necessária para fazer o exame de DNA?


Documentos do suposto pai



  • Cópia da carteira de identidade ou CNH;

  • Cópia do CPF


Documentos do filho



  • É necessário ser maior de 18 anos;

  • Cópia da carteira de identidade ou CNH;

  • Cópia do CPF.


Em ressalva dos casos onde a criança é menor de 18 anos, será necessário:

  • Original e cópia da Certidão de Nascimento ou atestado de nascido vivo (documento fornecido pelo hospital no momento da alta);

  • Em casos que a mãe não realizar o teste junto com o suposto pai e a criança, será necessária uma autorização fornecida pelo laboratório para a realização do exame de DNA e será solicitada a presença da mesma.


Documentos da mãe



  • Cópia da carteira de identidade ou CNH;

  • Cópia do CPF.


Conclusão


A Clínica Popular Mais Saúde oferece serviços de exame de DNA em Anápolis, além de atendimentos médicos acessíveis e de qualidade para as mamães.

Além disso, aqui é possível realizar consultas médicas e outros diversos exames nas mais diversas áreas de atendimento.

Gostou? Ligue para nós e marque um horário para sua consulta. Será um prazer atender você.

ESTOU GRÁVIDA: QUAIS OS ULTRASSONS NECESSÁRIOS DURANTE A GRAVIDEZ?


O primeiro de todos os ultrassons deve ser realizado nos primeiros três meses de gestação, entre a 11ª e a 14ª semanas de gestação, porém ainda não é possível determinar o sexo da criança, o que normalmente só é realizado após a 20ª semana de gestação.

O ultrassom, também chamado de ultrassonografia, é um exame médico que permite observar imagens em tempo real e, que devem ser feitos por qualquer gestante, pois ajuda a entender como o bebê está se desenvolvendo no útero.

Este exame não causa dor e é totalmente seguro para mulheres grávidas e crianças. Por não usar radiação e não ter efeitos colaterais é considerado um teste não invasivo.

Quer saber mais sobre quais os ultrassons uma gestante deve fazer? Continue a leitura conosco.

 

 

Quantos ultrassons devem ser feitos na gravidez?


Na maioria dos casos, um ultrassom é realizado a cada três meses. No entanto, se o médico suspeitar de algo ou o exame indicar que pode haver alterações na gravidez, ele pode recomendar a repetição do ultrassom com mais frequência.

Isso faz com que não exista um número correto de ultrassons que uma gestante faz durante toda a gestação.

Portanto, além do primeiro exame de ultrassom entre a 11ª e 14ª semanas de gravidez, deve-se realizar outro por volta da 20ª semana de gravidez, onde o sexo do bebê já poderá ser revelado.

Um terceiro ultrassom deve ser realizado entre a 34ª e 37ª semana, para saber como anda a saúde do bebê.

 

 

Quais as doenças e os problemas que podem ser descobertos pelos ultrassons?


A ultrassonografia deve ser realizada várias vezes durante a gravidez, pois irá revelar vários problemas da criança ao longo da gestação e isso ajudará a monitorar o crescimento e o desenvolvimento da criança.

 

 

Ultrassom no primeiro trimestre


Ultrassons realizados no primeiro trimestre de gravidez ajudam a:

 

 

  • Identificar a idade gestacional da criança;

  • Saber ao certo quantos bebês a mulher está gerando, especialmente em casos onde há processos de fertilização;

  • Determinar o local do útero onde o embrião foi implantado.


 

 

Em casos em que ocorreu sangramento vaginal, a realização de uma ultrassonografia é fundamental para eliminar possibilidades de um aborto espontâneo e de uma gravidez ocorrida fora do útero.

 

 

Ultrassom no segundo trimestre


Com o bebê se desenvolvendo de forma saudável, no segundo trimestre da gestação os ultrassons podem fornecer mais informações para o médico e para a família do bebê:

 

 

  • Observar se existe algum problema genético, como a Síndrome de Down, por exemplo. Em casos assim, são realizados exames junto à ultrassonografia para medir a região da nuca do bebê ainda na barriga da mãe;

  • Determinar quaisquer malformações que o bebê possa ter;

  • Determinar o sexo do bebê, por volta da 20ª semana de gestação;

  • Avaliar o desenvolvimento dos órgãos do bebê;

  • Avaliar seu crescimento;

  • Determinar em que local encontra-se a placenta. No fim da gravidez, ela não deverá cobrir o colo do útero. Se isso acontecer, o bebê poderá não nascer de parto normal.


 

 

Além disso, podem ocorrer casos de microcefalia, que também pode ser identificada ainda no segundo trimestre de gestação.

Caso isso ocorra, vocês poderão notar que a cabeça e o cérebro do bebê serão menores que o que consideramos normal.

 

 

Ultrassom no terceiro trimestre


Um ultrassom realizado no terceiro trimestre possibilita:

 

 

  • Continuar a avaliação do desenvolvimento e crescimento do bebê;

  • Determinar quais os níveis do líquido amniótico presente;

  • Localizar a placenta.


 

 

Além de tudo isso, os ultrassons realizados durante este último período de gestação podem ser fundamentais em casos de sangramentos não explicados e não pontuais.

 

 

Quais os tipos de ultrassons podem ser realizados?


De acordo com a sua necessidade, diferentes tipos de ultrassons podem ser realizados, fornecendo mais ou menos informações sobre a criança.

Podendo ser utilizados os seguintes tipos:

 

 

Ultrassom Intravaginal


Isso só deve ser feito no início da gravidez, antes das 11 semanas.  Às vezes, é usado no lugar dos exames de sangue para confirmar a gravidez.

Isso é feito internamente, inserindo-se um aparelho chamado transdutor na vagina, e é recomendado que se realize somente a partir da 5ª semana de gravidez.

 

 

Ultrassom Morfológico


Contém uma ecografia com imagens mais detalhadas que a anterior, que lhe permitirá avaliar o crescimento do seu filho e o desenvolvimento dos seus órgãos.

 

 

Ultrassom em 3D


As imagens são ainda melhores que o ultrassom morfológico, e o fato de serem em 3D adiciona clareza.

Com esse tipo de ultrassom, é possível monitorar melhor as possíveis deformidades da criança, pois as marcas faciais do bebê também podem ser vistas.

 

 

Ultrassom em 4D


É um ultrassom que combina a qualidade da imagem 3D com os movimentos em tempo real do bebê, para que você possa analisar detalhadamente os movimentos do bebê em tempo real.

 

 

Tanto o ultrassom 3D quanto o 4D devem ser realizados entre 26 e 29 semanas, pois as imagens mais nítidas devem ser obtidas até então.

Toda mulher grávida deve fazer pelo menos 3 exames de ultrassom durante a gravidez.

Se os exames de ultrassom intravaginal forem realizados no início da gravidez, às vezes são necessários 4 vezes.

Mas, cada gravidez é individualizada, e o obstetra deve especificar quantos exames são necessários.

Na maioria dos casos, é utilizado apenas o ultrassom morfológico. Os ultrassons em 3D ou 4D são usado apenas quando há suspeita do bebê ter algum problema ou deformidade, ou se a mãe desejar ver suas características faciais.

 

 

Conclusão


A Clínica Popular Mais Saúde oferece serviços de ultrassons em Anápolis, além de atendimentos médicos acessíveis e de qualidade para as mamães.

Além disso, aqui é possível realizar consultas médicas e outros diversos exames nas mais diversas áreas de atendimento.

Gostou? Ligue para nós e marque um horário para sua consulta. Será um prazer atender você.

Clínica Popular Mais Saúde: O que é Clínica Geral, importância e quando procurar

A clínica médica, também chamada de clínica geral, é a especialização da medicina que exige um vasto conhecimento geral sobre os órgãos, aparelhos e sistemas do corpo humano.  O profissional que atua na clínica médica, chamado clínico geral, na maioria das vezes é procurado para realizar um atendimento inicial, um esclarecimento dos sintomas e diagnósticos ou um acompanhamento regular dos pacientes.

Este médico trata de todas as doenças não-cirúrgicas, não ginecológicas e não obstétricas, e apenas em adultos. Pode acompanhar pacientes em clínicas, hospitais, pronto-socorros, unidades básicas de saúde, empresas e em domicílio.

Quando necessário, o profissional pode realizar encaminhamento do paciente para outras especialidades. Mas por exigir um conhecimento geral do corpo, o clínico pode ser procurado em diversos casos. Entre eles: alergias, infecções, anemia, obesidade, diabetes, dores fortes e outros sintomas. Estes podem ser mais leves e generalizados, que não deixam claro as causas ou origens.

Esse profissional também é indicado para realizar o acompanhamento da saúde durante toda a vida. Este pode ser feito por meio de check-ups regulares, atuando fortemente na prevenção e no tratamento de males que não comprometem ou limitam um órgão ou sistema específico do organismo.

É bem comum que o clínico geral atue como “médico da família”, acompanhando seus pacientes a vida toda. Ser acompanhado ao longo da vida é a maior vantagem de se buscar um clínico geral. Isso permite que o profissional conheça seu histórico. Sendo assim possibilita que fatores psicológicos, sociais e familiares sejam levados em conta no momento das consultas.

Clínica Popular Mais Saúde


A Clínica Popular Mais Saúde nasceu em dezembro de 2016, fruto do sonho de seus sócios em oferecer atendimento médico de qualidade com preço justo no para a população da cidade de Anápolis.

É uma empresa de credibilidade, reconhecida na região de atuação e tem como missão atender aos clientes com preços acessíveis e principalmente ajudar a melhorar a vida das pessoas através de serviços de saúde de qualidade, ético e acessível. Busca desenvolver e operar nosso negócio de forma sustentável, cultivando nossos valores e contribuindo com a sociedade.

Além disso, o  centro de atendimento possui consultórios equipados e decorados para oferecer aos profissionais médicos qualidade de trabalho e aos pacientes conforto no atendimento. Tem laboratório próprio, com qualidade equiparada à qualquer outro e certificações que atestam a qualidade.

A Clínica Popular Mais Saúde oferece um atendimento médico acessível, humanizado e de qualidade para todos. Além de realizar consultas médicas, também oferece exames complementares de diagnóstico nas mais diversas áreas e atendimentos ambulatoriais.

Ainda que seja referência no atendimento clínico geral, a Clínica mais saúde oferece atendimentos especializados em:

Cardiologia

Ginecologia 

Ortopedia

Dermatologia 

Endocrinologia 

Pedriatria 

Psicologia 

Psiquiatria 

Urologia
O Centro Médico está localizado na Av. Cachoeira Dourada, QD 13 LT 08Vila São JoaquimAnápolis. Para agendamento de consultas ou mais informações, entre em contato pelos números de telefone: (62) 3098-4645 ou 99111-5662.